quarta-feira, 29 de junho de 2011

Isto de método

"Que isto de método, sendo, como é, uma coisa indispensável, todavia é melhor tê-lo sem gravata nem suspensórios, mas um pouco à fresca e à solta, como quem não se lhe dá da vizinha fronteira, nem do inspetor de quarteirão. É como a eloquencia, que há uma genuína e vibrante, de arte natural e feiticeira, e outra tesa, engomada e chocha".

diz Machado de Assis, em trecho que ocupa Mario Osorio Marques em seu Escrever é preciso: o princípio da pesquisa.

Nenhum comentário: