7. o mundo cidade e a cidade mundo

"O mundo cidade e a cidade mundo aparecem como ligados um ao outro, mas de modo contraditório. O mundo cidade representa o ideal e a ideologia do sistema da globalização, enquanto na cidade mundo expressam-se as contradições ou as tensões históricas engendradas por esse sistema. É na articulação do mundo cidade e da cidade mundo que se situam as zonas vazias e porosas das quais fala Philippe Vasset, essas zonas que são a face invisível da mundialização ou ao menos a face que não podemos ver, não queremos ou não sabemos ver."

Marc Augé, em Por uma antropologia da mobilidade (2012, p. 44).

Comentários