14. aquilo que comove

“A diferença entre sujeito [subject] e objeto [object] também pode ser expressa como diferença entre os dois verbos correspondentes: sujeitar [to subject] e objetar [to object]. (…) Se, então, a atividade do sujeito, em seu aspecto mais fundamental, é a atividade de sujeitar-se ao inevitável, o modo fundamental da passividade do objeto, de sua presença passiva, é a que comove, incomoda, perturba, traumatiza a nós (sujeitos): em seu aspecto mais radical, o objeto é aquilo que objeta, aquilo que perturba o funcionamento tranquilo das coisas”.


Slavoj Žižek, A visão em paralaxe (2008, p. 31).

Comentários